O Cristo político
 
Um cabo eleitoral, muito safado, faz um discurso apresentando seu candidato, mais safado ainda:
— Olhem para este homem! Ele não tem os olhos de Cristo? Não tem as mãos de Cristo? Não tem os cabelos de Cristo?
Foi aí que um bêbado gritou:
— Então crucifica, esse filho da puta!