Namoro portuga

Maria está no carro com o namorado Joaquim num namoro desenfreado. Beijo pra lá, beijo pra cá e às tantas o garanhão pergunta:
- Não quer ir para o banco de trás? - diz ele, visivelmente excitado.
- Para o banco de trás? Não.
O namoro continua, mais beijo, mais aperto, mais amasso e...
- Não quer mesmo ir para o banco de trás? - ainda com mais vontade.
- Não, não quero.
O pobre rapaz já meio desnorteado, continua no beija-beija, esfrega-esfrega até que...
- Tem certeza de que não quer ir para o banco de trás? - desesperado.
- Mas que coisa! Já te disse que não! Claro que não!
- Desesperadíssimo, Joaquim pergunta:
- Mas por quê?
- Porque prefiro ficar aqui, perto de você, oras!