Um jogo diferente

A mãe encontrou seu precoce filhinho de três anos se arrastando pela casa, investigando sob as almofadas das poltronas, virando bolsos de casacos e parecendo procurar alguma coisa que ela, já agoniada, não conseguia identificar.
- O que você está fazendo, meu filho? - perguntou finalmente.
- Jogando um jogo - foi a resposta do menino.
- Que jogo? - quis saber a mãe.
- Chama-se: "Onde foi que eu coloquei essa porcaria da chave do carro."