Por um cadim de terra

O sonho do caipira era comprar um sitio. Trabalhou de meia com todos os fazendeiros da região, e a cada um pedia que pudesse ajudá-lo. Mas ninguém 
tava nem aí para seu sonho. Quando faltava um quase nada para completar o dinheiro de comprar umas terrinhas lá no final do mundo, percorreu o povoado 
inteirinho pedindo um empréstimo. Da igreja até a farmácia, passando pela padaria, e ninguém ajudou. Por fim conseguiu com o dono das terras um prazo 
pra depois da primeira colheita para acabar de pagar. E lá foi ele sozinho para o meio do matagal, e começou a trabalhar. Capinou, matou cobra venenosa, 
arou, construiu um galinheiro, um pomar, fez uma horta e uma casinha de dar inveja aos seus vizinhos. A fama de seu progresso logo chegou no povoado. Um
dia, o padre resolveu aparecer por lá para pedir um donativo para a igreja, e querendo uma abertura pra fazer o pedido, comentou:
- Que belo trabalho vocês fizeram aqui, meu filho! - Ocês?!?!?!?!?!?!?! - Sim, meu filho. Você e Deus!
- Ahhh, sô padre! Mas o senhor percisava de vê como é que tava isso aqui na época em que Ele cuidava sozinho, sô!