O homem que apanhava da mulher


O sujeito foi a um psicólogo porque a mulher batia nele e toda a vizinhança o via como um frouxo.
- Mas é muito simples para você resolver isso - aconselhou-o o psicólogo - Toda vez que você estiver apanhando, basta ficar gritando:
"Tome! Tome!", que todos os vizinhos vão associar o barulho dos socos e tapas com a sua voz e vão achar que é você que está batendo.
O cara gostou da idéia e na primeira oportunidade resolveu colocá-la em prática.
Chegou em casa tarde e assim que a mulher lhe deu a primeira pancada ele berrou: "Tome! Tome sua sem vergonha!". Ao ouvir isso, a mulher começou a bater cada vez mais e o cara gritava cada vez mais alto.
Até que uma hora ela se encheu e jogou-o pela janela, do 18o andar.
Antes de chegar ao chão, ele ainda gritou:
- E agora eu me vou embora e você nunca mais me procure!