O cara, que era mais grosso que apito de navio, foi pedir a moça em casamento:
- Seu Aparício, eu vim aqui pedir a bucetinha da sua filha em casamento!...
O Aparício deu o maior esporro:
- Suma daqui, seu cretino, ordinário, mal educado, cafajeste... Você devia pedir em casamento, a mão da minha filha...
E o cara:
- Olha Sr. vai me desculpar, mas de punheta e já tô de saco cheio!!