Casando a filha



Um fazendeiro queria casar a filha, mas queria casa-lá bem.
Então ele teve uma ideia, anunciou o casamento da filha no jornal da cidade, colocando uma foto dela só de biquini, como sua filha era muito gostosa assim chamaria mais pretendentes, junto com a foto o anúncio também dizia que para casar com sua filha o sujeito deveria possuir trÊs requisitos: Ser rico, ser corajoso e ter o pau grande.
No outro dia choveu de pretendentes na casa do fazendeiro, mas para sua desepção ninguém conseguia preencher os três requisitos estabelecidos por ele, um era rico, era corajoso mas não tinha o pau grande, outros eram bem dotados, eram corajosos, mas não eram ricos, outros eram ricos, bem dotados, mas não possuiam coragem, e assim foi o dia inteiro.
Quando já era noite e o fazendeiro já estava quase desistindo a campanhia começa a tocar sem parar, ele abre a porta e não ve ninguém, olha para os lados e também não enxerga ninguém, quando olha para baixo se depara com um anão sem os dois braços.
Então ele pergunta para o anão: Pois não em que posso ajuda-lo?
E o anão responde: Eu sou o cara que vai casar com sua filha.
O fazendeiro não se segura e solta uma longa gargalhada, passando o riso ele se desculpa e convida o anão a entrar, e vai logo perguntando
- O senhor leu o anúncio?
- Sim, responde o anão.
- Pois bem, o senhor é rico? Pergunta o fazendeiro.
- Se sou rico, coloque a mão no meu bolso esquerdo pede o anão,
o fazendeiro coloca a mão no bolso do anão e para sua surpresa retira várias notas de dólares, devia ter mais de cem mil dólares no bolso do anão.
Não satisfeito o anão pede para que coloque a mão no seu bolso direito.
O fazendeiro coloca a mão no outro bolso do anão e retira várias escrituras de terras, o anão devia ter duas Santa Catarina no bolso.
- Muito bem diz o fazendeiro, rico deu pra ver que o senhor é, e corajoso é também?
- Se sou corajoso, na primeira guerra que participei perdi um braço, mas sou tão corajoso que participei de outra guerra e perdi o outro braço, responde o anão.
- Muito bem diz o fazendeiro, pra finalizar e casar com minha filha, tu tem o pau grande?
- Se eu tenho o pau grande? Responde o anão, como o senhor acha que eu toquei a campainha.