Excesso de velocidade

 
O Magistrado bronqueia com o réu:

- Outra vez acusado de excesso de velocidade? Quantas vezes já o tenho visto na minha frente?

- Na sua frente nenhuma, meritíssimo! Por várias vezes tentei ultrapassar o automóvel de Vossa Excelência, mas nunca consegui!